Intubação endotraqueal em pediatria

Intubação endotraqueal em pediatria: qual laringoscópio direto utilizar?

A intubação endotraqueal consiste em introduzir um tubo, conhecido como laringoscópio, na traqueia do paciente através da boca ou do nariz, para preservá-lo respirando quando alguma circunstância impossibilita sua respiração natural.

Para o pleno êxito da intubação é fundamental determinar adequadamente o tamanho e o formato da lâmina a ser utilizada.

Como é constituído o laringoscópio direto?

Cabos

Para atender a pacientes adultos e pediátricos, os cabos são apresentados em tamanhos diferenciados. A variedade entre eles se refere ao diâmetro e ao comprimento. 

As lâminas de laringoscópio direto oferecem também opções de fontes de luz: tanto pode ser um bulbo incandescente ou um canal de fibra óptica com um bulbo de halogênio ou xenônio no cabo. 

Já os cabos de fibra óptica exibem uma faixa verde.

Lâminas.

As lâminas de laringoscópio direto são curvas ou retas. 

As lâminas curvas facilitam  o deslocamento da língua e o posicionamento na valécula. 

Já a lâmina reta possibilita que o levantamento direto da epiglote mostre a abertura glótica, o que é mais aconselhável em bebês e crianças com menos de dois anos. 

A lâmina reta também pode ser a mais indicada para pacientes com suspeita de lesão na coluna cervical, para evitar movimentar o paciente mais do que o necessário. 

Contudo, a escolha entre elas é uma questão de preferência do médico, que deve contar com ambas entre seus equipamentos cirúrgicos.

A extensão da lâmina.

Os anestesiologistas, cirurgiões, neurologistas e outros profissionais da área de saúde, geralmente, sabem qual o tamanho apropriado de lâmina para um determinado paciente. Sabem também que ela deve ser longa o necessário para manter a língua sob controle e atingir as áreas da região glótica. A própria anatomia humana ajuda  a sinalizar a dimensão adequada da lâmina. 

Segundo a literatura, e de acordo com a experiência dos médicos, a intubação apresenta mais possibilidades de êxito na primeira tentativa, quando a extensão da lâmina localiza-se a um centímetro entre o ângulo da mandíbula e os incisivos superiores.

Normalmente, em Emergências e Unidades de Terapia Intensiva Pediátrica, as lâminas mais utilizadas são as retas (Miller) e as curvas (Macintosh). No quadro abaixo, você vai poder verificar que o tamanho das lâminas de laringoscópio varia de acordo com o peso e idade da pessoa, desde bebês excessivamente prematuros até adultos de maior porte.

Tamanhos e tipos de lâminas de laringoscópio direto recomendados em pediatria.

IdadeTipoNúmero
Prematuro com peso menor que 1kg     Miller00
Prematuro com peso entre 1 e 2 kgMiller00 – 0
Prematuro com peso entre 2 e 3 kgMiller0
NeonatoMiller0
1 a 6 mesesMiller0
6 a 12 mesesMiller1
1 a 2 anosMiller1 – 2
3 a 4 anosMiller ou Macintosh2
5 a 6 anosMiller ou Macintosh2
7 a 8 anosMiller ou Macintosh2 – 3
9 a 10 anosMiller ou Macintosh3
11 a 12 anosMiller ou Macintosh3
Maior de 16 anosMiller ou Macintosh3 – 4
Fonte: adaptação de Müller, Trotta e Piva.


Comments

Deixe um comentário