canula de guedel

Como medir e usar a cânula de Guedel

[et_pb_section admin_label=”section”] [et_pb_row admin_label=”row”] [et_pb_column type=”4_4″][et_pb_text admin_label=”Text”]

Utilizada para manter livres as vias aéreas em pacientes que estão inconscientes ou com um nível baixo de consciência, a cânula de Guedel impede que a base da língua bloqueie a orofaringe, possibilitando, dessa maneira, uma melhor oxigenação. É fundamental também em determinados procedimentos por impossibilitar que o paciente intubado morda o tudo endotraqueal.

Flexível e fácil de limpar, o equipamento é extremamente simples e descomplicado em seu manuseio, mas imprescindível em situações de emergência, em hospitais e ambulâncias. 

Como colocar a cânula?

  1. Com uma sonda de aspiração faríngea, higienize a boca e faringe de secreções, vômito ou sangue.
  2. Escolha o tamanho ideal da cânula. 
  3. Para se encontrar a cânula de tamanho adequado, deve-se colocar o instrumento com a parte circular na extremidade da boca do paciente e a ponta no sentido ao ângulo da mandíbula (abaixo do lóbulo da orelha). 
  4. Abaixe a língua com um dispositivo apropriado. 
  5. Introduza o instrumento com a reentrância para baixo, com cautela, para não impulsionar a língua para trás, impedindo, assim, que a mesma bloqueie as vias aéreas.

A experiência médica mostra que uma das formas mais utilizadas é colocar a cânula na posição invertida, ou seja, com o lado côncavo voltado para cima. Após a inserção até o véu-do-palato, vira-se o dispositivo 180°, posicionando a concavidade para baixo e inserindo-o na cavidade oral até a posição correta.

Em que condições deve-se usar a cânula de Guedel?

Desenvolvida e produzida para uso em pacientes que necessitam manter as vias aéreas permeáveis e em casos que haja necessidade de aspiração frequente, a cânula tem como função principal manter a língua distante da parede posterior da faringe ou para proteger o tubo endotraqueal da compressão dos dentes.

Ela só deve ser empregada em pacientes inconscientes pois, ao contrário, é capaz de provocar náuseas e vômitos, podendo acarretar numa possível aspiração do material expelido. Portanto, não se deve colocar o equipamento ou retirá-lo na hipótese do paciente estar vomitando. 

Antes de escolher a cânula mais adequada, consulte a tabela abaixo.

O conjunto cânula de Guedel foi criado para agrupar os variados tipos do equipamento e facilitar o trabalho dos profissionais que os utilizam.

Existem diversos kits à disposição mas, para facilitar o uso, a identificação é feita por cores.  Veja no quadro a seguir os tamanhos da cânula de acordo com a faixa etária do paciente.

Precauções na utilização.

  • Evite operar a cânula de Guedel sem prévio conhecimento ou supervisão adequada;
  • Remova as secreções e os coágulos de sangue presentes na boca e faringe por aspiração, assim com as próteses móveis;
  • Sempre utilize em perfeitas condições de limpeza;
  • Utilize somente para a atividade indicada pelo fabricante;
  • Não inserir a cânula invertida em crianças, por causa de uma possível lesão ao palato;
  • Precaver-se para não provocar dano nos dentes e lábios do paciente;
  • Não utilizar esse equipamento em pacientes que não estejam inconscientes;
  • É fundamental destacar que a cânula de Guedel tem o objetivo de auxiliar na ventilação mas não protege a via aérea. E só deve ser mantida enquanto não se consegue uma via aérea definitiva.
[/et_pb_text][/et_pb_column] [/et_pb_row] [/et_pb_section]